Etiqueta do carregador de formulários
AEB BIOQUÍMICA
PORTUGUESA S.A.
Direções e mapa

Coadjuvantes antibotrytis

Graças à nossa longa experiência no domínio das biotecnologias para enologia, criamos uma linha de coadjuvantes antibotrytis capazes de corrigir os eventuais problemas causados pelo ataque da Botrytis cinerea nas uvas e nos mostos. A gama proporciona taninos, antioxidantes, enzimas pectolíticas e preparados de paredes celulares de leveduras que permitem ao produtor obter vinhos de qualidade, mesmo em caso de ataques fúngicos.

A INFECÇÃO DA PODRIDÃO CINZENTA NO VINHO

 

A Botrytis cinerea é um parasita fúngico muito comum na viticultura, geralmente designado por podridão cinzenta ou bolor cinzento. Esta doença provoca prejuízos aos produtores de uva e, para o seu desenvolvimento, aproveita-se de condições de elevada humidade e ausência de arejamento.

A infecção por Botrytis cinerea provoca uma diminuição da qualidade do vinho, incorporando odores anómalos a terra, diminuição da acidez e alterações na cor. As uvas botritizadas ficam sujeitas à ação das enzimas oxidásicas, em particular lacases, que oxidam compostos fenólicos como polifenóis, antocianos e catequinas, causando o acastanhamento dos vinhos brancos devido à polimerização das quinonas. Além disso, por meio da produção de polissacáridos e heteropolissacáridos, o fungo pode causar problemas de clarificação e colmatação dos cartuchos filtrantes.

 

A NOSSA GAMA DE COADJUVANTES ANTIBOTRYTIS PARA O VINHO

 

Colocamos à disposição produtos específicos para o tratamento das uvas atingidas pela podridão cinzenta. Dentro da linha de coadjuvantes antibotrytis encontramos um preparado à base de PVPP, bentonite e preparados de paredes celulares de leveduras capazes de remover eficazmente os compostos oxidados e os fragmentos de uva danificados pela podridão e, graças às paredes celulares de levedura, restabelecer um bom poder antioxidante no vinho.

 

Para corrigir a ação das polifenoloxidases (tirosinases – lacases) presentes no mosto, temos Endozym Antibotrytis, preparado enzimático purificado que preserva, de um lado, os precursores aromáticos e, do outro, a substância corante. Dentro da gama encontramos também uma combinação de taninos elágicos e proantocianidínicos, de baixo peso molecular, capaz de bloquear a ação da Botrytis cinerea e restaurar a correta relação taninos-antocianas.