Etiqueta do carregador de formulários

CARTUCHOS DANMIL: OS NOSSOS CONSELHOS PARA UMA FILTRAÇÃO DIRECIONADA

UMA FILTRAÇÃO CORRETA É A BASE DA LIMPIDEZ E DA ESTABILIDADE DO VINHO NO TEMPO

A filtração é fundamental para garantir a estabilidade microbiológica e coloidal, assegurando a limpidez do vinho. É através da escolha dos cartuchos corretos e do adequado tipo de filtração que se chega à fase final de pré-engarrafamento preservando todo o trabalho realizado na adega e a qualidade do vinho ao longo do tempo.

 

Vamos revisar os diferentes tipos de vinho e vamos ver juntos como realizar uma filtração direcionada e de qualidade.

OS FATORES-CHAVE DA FILTRAÇÃO

A produção dos nossos elementos filtrantes é 100% interna. Os cartuchos são inteiramente produzidos na nossa empresa dinamarquesa DANMIL, que utiliza somente matérias-primas certificadas de alta qualidade.


Os nossos cartuchos de filtração DANMIL distinguem-se pelo seu design único que garante elevadas performances de regeneração e máxima compatibilidade com os diferentes detergentes. A isto junta-se um alto nível de conhecimento do processo e uma consultadoria aprofundada por parte da nossa equipe de especialistas, bem como um constante apoio pós-venda.

A qualidade do vinho nasce no vinhedo e continua na adega até à filtração final pré-engarrafamento. Portanto, a filtração deve ser o mais respeitadora possível da matéria-prima. Vamos começar a partir deste ponto para explicar quais cartuchos utilizar e como usá-los, com base no tipo de vinho a ser produzido.

A FILTRAÇÃO DOS VINHOS TINTOS JOVENS

Nos vinhos tintos jovens, recomenda-se a pré-filtração com cartuchos ABSOLUTE PP 3 µm e a filtração final com PRE GUARD 1 µm. Esta configuração permite realizar uma pré-filtração protetora do cartucho final PRE GUARD, capaz de reduzir os NTUs e o índice de filtrabilidade, trabalhando do ponto de vista microbiológico e retendo também as leveduras Brettanomyces.

A FILTRAÇÃO DOS VINHOS TINTOS PARA ENVELHECER

Para filtrar vinhos tintos para envelhecimento sugere-se a utilização de ABSOLUTE PP de 3 e 5 µm que permitem reduzir ao mínimo a componente de cor ainda não totalmente polimerizada, que é a origem de possíveis sedimentos na garrafa.

A FILTRAÇÃO DOS VINHOS BRANCOS TRANQUILOS/LISOS

Nos vinhos brancos tranquilos é boa prática realizar uma primeira pré-filtração com o cartucho ABSOLUTE PP 1,0 µm, e a seguir uma pré-filtração com ABSOLUTE PP 0,6 µm. Por fim, é preciso fazer uma filtração final com ABSOLUTE PES PLUS 0,45 µm com 2,4 m2 de superfície filtrante.

 

Os vinhos brancos tranquilos com eventual teor de açúcar residual e com a maloláctica ainda por completar devem ser filtrados com um conjunto de filtração e uma passagem por membrana final para garantir a estabilidade microbiológica no engarrafamento.

A FILTRAÇÃO DOS VINHOS ESPUMANTES PELO MÉTODO CLÁSSICO

Os espumantes, método clássico, deveriam fazer duas passagens: a pré-filtração com ABSOLUTE PP 0,6 µm e a filtração final com ABSOLUTE PES PLUS 0,45 µm. Nestes vinhos, a escolha dos cartuchos está ligada à necessidade de reter a microflora indígena e favorecer a inoculação das leveduras selecionadas, preservando a qualidade da tomada de espuma.

A FILTRAÇÃO DOS ESPUMANTES PELO MÉTODO CHARMAT

A filtração dos vinhos espumantes método Charmat envolve a utilização, na pré-filtração, dos ABSOLUTE PP 1,0 µm com β-ratio 5000, seguido dos ABSOLUTE PP MEMBRAN PROTECT 0,4 µm. E por fim, é necessária uma filtração final com ABSOLUTE PES PLUS 0,45 µm.

 

Nos espumantes, método Charmat, a filtração prevê o uso de cartuchos que abatem fortemente o índice de colmatagem e preservam a membrana final.

A FILTRAÇÃO DOS VINHOS DE BAIXA GRADUAÇÃO ALCOÓLICA E ELEVADO TEOR DE AÇÚCARES

Para a filtração de vinhos com baixa graduação alcoólica e alto teor de açúcares, recomenda-se a pré-filtração com PREGUARD de 1,0 µm e a seguir com ABSOLUTE PP MEMBRAN PROTECT 0,4 µm. Para concluir, sugere-se uma filtração final com ABSOLUTE PES PLUS de 0,45 µm.

 

Relativamente a estes vinhos, como por exemplo o Moscato d'Asti, recomenda-se utilizar uma instalação de filtração que permita levar os índices de colmatagem a níveis ótimos, reduzir fortemente a carga microbiológica e preservar a duração das membranas PES.

A FILTRAÇÃO PARA UMA ENOLOGIA INOVADORA E SUSTENTÁVEL

Na AEB, estamos empenhados em proporcionar uma enologia inovadora e sustentável. Deste ponto de vista, a filtração desempenha um papel fundamental: na verdade, ao utilizar cartuchos produzidos com matérias-primas certificadas de alta qualidade, como os da DANMIL, e ao trabalhar de acordo com abordagens específicas, em função do tipo de vinho e do objetivo enológico pretendido, permite concluir de forma mais correta a fase final de pré-engarrafamento, assegurando um vinho que preserva as suas características organoléticas ao longo do tempo.